Rebozo: saiba o que é, para que serve e como aprender a usar no trabalho de parto!

Rebozos do Empório Materno
O rebozo do Empório Materno é produzido com tecido 100% algodão, trançado em tear manual. Nós nos inspiramos no rebozo mexicano, usado pelas mulheres como vestimenta e também como instrumento de trabalho das parteiras.

O rebozo pode ser usado por doulas, enfermeiras obstetras e obstetrizes durante o pré-natal, para fazer massagens e criar momentos de descontração entre profissional e paciente, facilitando o vínculo tão necessário para o relaxamento, entrega e segurança da mulher no momento de parir.

Pâmella Souza (Ventre Materno),

ensina a “rebozar” quadril em

workshop organizado pelo

Durante o trabalho de parto, o rebozo se torna um instrumento poderoso para, por exemplo, a mulher direcionar sua força enquanto se agarra ao tecido mantido com firmeza pela doula, marido ou outro(a) acompanhante. Uma “rebozada” nos quadris ajuda muito a relaxar e se entregar às sensações de dor e prazer causadas pela enxurrada de hormônios do amor durante o trabalho de parto.

Outras formas de utilização: a mulher pode mordê-lo (em vez de morder a mão de alguém, o que acontece com muita frequência, não é mesmo?), auxiliando no momento dos “puxos” do expulsivo; pode servir de xale, para aquecer as costas ou os pés da parturiente; apoio para a cabeça, enquanto a mulher se beneficia do alívio da dor dentro da banheira; suporte da barriga, nas posições inclinadas e de quatro apoios.

Enfim, a sua criatividade é o limite para o uso do rebozo!

IMPORTANTE: como qualquer outro instrumento ou ferramenta, o rebozo deve ser usado apenas quando se conhece as técnicas e suas possíveis consequências, positivas ou negativas! Se informe e estude antes de sair por aí “rebozando” os quadris das gestantes! Para isso, recomendamos a leitura do livro “A Técnica do Rebozo Revelada“, de Naolí Vinaver, à venda no Empório Materno!


Conheça as técnicas do rebozo
Adquira o livro no Empório Materno!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *